Informações

  • Local After Party (Alagoa)
  • Data 12 agosto 2017
  • Hora 01:00 (dia 13)

Marcelinho da Lua

Marcelinho da Lua é um excepcional DJ, produtor e colecionador de LP’s que dedica sua vida à musica. É reconhecido internacionalmente pelo seu amor nacional. O DJ explora o Samba, o Afrosamba, a Bossa Nova, o Carimbó, o Maracatu, o Mangue Bit e todos os outros estilos musicais que o Brasil oferece. Em conjunto com Márcio Menescal e Alexandre Moreira formaram o Bossacucanova, em 1997. O trio compõe a nova geração da MPB e propõe releituras da Bossa Nova, acrescentando o drum&bass o que valeu diversas turnês pelo Mundo e inclusive uma indicação ao Grammy.

No ano de 2004, compôs seu primeiro álbum, "Tranqüilo". Extraordinário álbum que conta com a participação de João Donato, Seu Jorge, Black Alien, Luis Carlos Ramos, Bi Ribeiro e Mart'nália, entre outros. Em 2007, seu segundo filho, o "Socia", foi gerado com a participação de Ed Lincoln, Martinho da Vila, B Negão, João Barone, Bi Ribeiro, Ultramen, João Donato, Amora Pêra, Fernanda Gonzaga, Marlon Sette, Pablo Moses, Arthur Maia e João Fera. Ambos os trabalhos receberam o Prêmio Tim de Música Brasileira na categoria Melhor Disco de Música Electrónica.

Desde então têm sido várias as colaborações realizadas com a assinatura de remixes para artistas como: Lenine, Daniela Mercury, Paralamas do Sucesso ou mais recentemente o Gabriel o Pensador, com quem produziu duas músicas do seu mais recente trabalho. Brevemente será lançado o novo disco com o Bossacucanova, bem como a ideia de materializar um EP em nome próprio com data prevista para 2013.

Em Portugal o seu trabalho traduz-se em mais de 70 apresentações nos últimos 6 anos. Seja em dj set, com banda ou com mc's convidados, Marcelinho da Lua já percorreu Portugal de norte a sul do país, com especial destaque para eventos como, Festival Delta Tejo, Marés Vivas, Sumol Summer Fest, Azurara Beach Party, SuperBock em Stock, Queima das Fitas do Porto, Braga, Coimbra e muitos outros.

Marcelinho da Lua expõe a sua identidade explorando ritmos com descendência africana. Para ele, ser DJ e produtor não é apenas aplicar a técnica sobre o som e a maquina, é também ser um curioso musical, incansavelmente.

Tranquilo?!