Informações

  • Local Palco Principal
  • Data 12 agosto 2017
  • Hora 23h30

Daniela Mercury

São dezenove CDs e sete DVDs gravados em mais de trinta anos de carreira. Daniela Mercuri de Almeida Verçosa é hoje uma das cantoras brasileiras mais conhecidas e respeitadas fora do país. São 23 turnês internacionais. Vencedora de um Grammy Latino, por seu álbum Balé Mulato, ganhou outros seis Prêmios TIM de Música, um prêmio pela APCA, três prêmios Multishow e dois prêmios pelo VMB, de melhor videoclipe e fotografia.

Apaixonada pela música, a cantora e também compositora Daniela Mercury faz questão de participar de todos os arranjos de suas gravações, pesquisar timbres e valorizar o conceito de cada trabalho com suas referências de cultura brasileira e de influência afro que traz como raiz. O ritmo do samba-reggae criado por Neguinho do Samba, o pai do Olodum, ganhou voz e reverberação na voz de Daniela. E é essa influência que ela persegue e que persegue ela em todas as nuances de suas criações.

A percussão tem papel fundamental e é a base de toda a obra de Daniela Mercury. Mas a principal marca dela é mesmo a criatividade, a capacidade de se recriar, de se reinventar e de inovar com ousadia e extrema coragem. Daniela foi a primeira cantora de trio elétrico a trazer a música eletrônica para o carnaval da Bahia. Foi também a primeira colocar um piano de cauda em cima do trio elétrico, foi quem fez uma ópera durante o carnaval e que desfilou com uma orquestra durante a folia de momo.

No carnaval de 2015 teve a ousadia de fazer um manifesto pelas artes brasileiras. Milhares de pessoas viram o surgimento da RAINHA MÁ e a morte fictícia da Rainha do Axé. Daniela entrou em um caixão e deixou em silêncio o carnaval. Ela matou as artes e clamou pela valorização da nossa cultura. Daniela não teme em inovar, ela vive da mistura, das quebras de padrão, e por isso também ganhou o título de “Rainha da Axé Music”.